quarta-feira, 27 de maio de 2009

Arte e Existência: uma performance artaudiana



Por meio de uma pesquisa iniciada no grupo de teatro universitário Atores do São Camilo - iniciada em 2002 com a peça “Um toque a mais”, continuada em 2006 com a performance “Soropositivo”, seguida da performance “Arte e Existência: uma performance artaudiana” - continuamos nossa pesquisa teatral através do corpo e sua essência, agora no Grupo Anônimos de Teatro. Os mesmos integrantes e profissionais (veja ficha técnica abaixo) apresentam essa encenação onde performers integram espaços internos e externos e os corpos, somado aos elementos cênicos em torno do público, deparam-se com situações insólitas. Atuam, deslizando por cenários invisíveis. Os “poemas-corpo” adquirem o estatuto de artefatos cuja finalidade é de recriação do homem e da vida humana. Em maio, o grupo inscreveu a performance no Edital 007 do Funcultura do Estado do Espírito Santo. É o de Circulação de teatro e dança produzidos no Estado. Enquanto estamos ansiosos, na espectativa da classificação, você confere algumas imagens dessa produção.










Arte e Existência: uma performance artaudiana
Direção: Sara Passabon Amorim
Ass. de direção: Hugo José Costa Amorim
Elenco: Ana Paula Ventury, Isabel Bremide e Luiz Carlos Cardoso
Músicos: Alessandra Biato (violão) e João de Paula Junior (violino)
Imagens: Casa da Memória (05.11.2008) e São Camilo (26.11.2008)

Nenhum comentário: