domingo, 31 de outubro de 2010

Bubões - O Teatro e a Peste - Leitura Performática



A partir de uma vivência pessoal do artista/autor dessa performance com seu corpo e seus estudos teóricos e práticos numa experimentação viva e vertiginosa, executa-se uma leitura de um texto significativo para esse “estar presente”. “O Teatro e a Peste”, capítulo do livro de Antonin Artaud (O Teatro e seu Duplo, 1938) expande os traços elaborados pelo teatrólogo francês ao enxergar no teatro a mesma transformação e alquimia observada na peste que assola um corpo humano. Através de um caso fatídico, o relato quase científico da transformação do corpo com o vírus se torna latente e obsessiva na busca por um novo ser. A leitura aqui apresentada invade o contexto do sonho, do tangível querendo e buscando ser intangível e vice-versa através de expressões corporais da performer. Suas vestes e gestos expressam uma intensidade incomum do corpo, alcançando o inalcançável, o extremo absoluto aonde nunca se chega. “Bubões – O Teatro e a Peste” quer questionar. A provocação dos sentidos se faz em constância na provocação dos elementos cênicos e da sinestesia imposta com o despertar em absoluto dos cinco sentidos. A proposta convida para um novo pensamento a ser construído.

Surto de Luiz Carlos Cardoso com texto de Antonin Artaud
Performance de Luiz Carlos Cardoso e Isabel Bremide
Figurinos de Nayara Tognere

Apresentações (entradas gratuitas):
11 de novembro - Vitória/ES
SECUCA - Semana da Cultura Capixaba
19h - UFES - CEMUNI V

11 de dezembro - Cachoeiro/ES
#inperformance
20h - Casa da Memória
Centro

Nenhum comentário: